O ateliê

EDITAL BOLSA NO CURSO: Grupo de poética visual, para pessoa
negra, parda, indígena ou trans

No interesse de promover a inclusão social, o Ateliê Alê lança o 1º EDITAL de bolsa para o curso presencial: Grupo de estudos de poética visual. O Edital aceitara inscrições de pessoa negra, parda, indígena ou trans residente na Grande São Paulo.

Desde 2012 temos como proposta inserir artistas emergentes no cenário contemporâneo da arte. Nosso objetivo é viabilizar um laboratório, aberto ao público, de experimentações artísticas e curatoriais, como também oferecer oportunidades e ferramentas educacionais para artistas iniciantes se inserirem no mercado de arte.

As inscrições estarão abertas no período de 26 janeiro de 2023 até 17 de fevereiro de 2023.

Mais informações ou dúvidas, entre em contato no e-mail: atelieale@atelieale.com
Rua Califórnia, 706, Brooklin, São Paulo, SP

2º EDITAL OCUPAÇÃO ATELIÊ ALÊ

Com muita satisfação, anunciamos que estão abertas as inscrições para o nosso 2º EDITAL OCUPAÇÃO ATELIÊ ALÊ.

Desde o ano 2012 temos como proposta inserir artistas emergentes no cenário contemporâneo da arte. Nosso objetivo é viabilizar um laboratório, aberto ao público, de experimentações artísticas e curatoriais.

No interesse de manter a ocupação do Ateliê Alê, este edital visa promover abertura de inscrição de concurso para ocupação com projeto para ser realizado nos espaços disponíveis, com programações que valorizem a diversidade e a liberdade das artes visuais contemporâneas como campo em expansão, compreendendo múltiplas linguagens, ações, atividades e formas de expressão.

As inscrições estarão abertas no período de 01 de fevereiro até 28 de fevereiro de 2023.

As inscrições deverão ser efetuadas por meio digital, utilizando formulário online.

Ateliê Alê

Fundado em 2012 pela artista visual Alexandra Ungern, o Ateliê Alê nasceu como  uma nova proposta no cenário contemporâneo da arte. Seu objetivo é viabilizar um laboratório, aberto ao público, de experimentações artísticas e curatoriais. Além de ser uma alternativa para as instituições já existentes, este espaço no Brooklin, zona sul, se insere dentro do campo das artes visuais com a implementação de cursos, palestras, conversas e exposições.

O espaço já patrocinou diversas exposições com entrada gratuita e ofereceu também cursos em fotografia digital, monotipia, pintura, mosaico e aquarela entre outros.

Atuante também em feiras nacionais e internacionais como CROSSROADS em Londres, PINTA LONDON, Marbella na Espanha e Feira PARTE em São Paulo.

Possui um programa de residência artística onde o artista tem a oportunidade de expandir suas pesquisa com nossos orientadores: Claudinei Roberto da Silva, Isabel Villalba, Nancy Betts ou Paulo Gallina.

Uma alternativa para as instituições já existentes, este espaço no Brooklin, zona sul de São Paulo, se insere dentro do campo das artes visuais com a implementação de cursos, palestras, conversas e exposições.

Aula do Grupo de acompanhamento de projetos do Hermes Artes Visuais com Nino Cais no Ateliê Alê

O Ateliê Alê tem impulsionado a carreira de muitos artistas, que conseguiram visibilidade internacional.

“Encontrei no espaço deste ateliê uma verdadeira vontade em testar limites e encontrar-se com o novo. As exposições e propostas que se apresentaram no espaço nos últimos anos eram sempre provocações. Lembro-me de conseguir elaborar o pensamento sobre certo saber que existe singularmente no trilhar de uma linha. Uma proposta ambígua, porque a palavra linha não está associada a forma alguma, seria o ato de desenhar ou de costurar, cerzir, a conter a sabedoria comentada? Por que não ambos?! A pesquisa e a troca com os artistas foi facilitada pelo espaço e seus membros. A exposição foi tão interessante que acabamos sendo convidados à participar da feira PINTA em Londres. É interessante vermos parcerias renderem tantos frutos, especialmente com nosso novo grupo de estudos.”

— Paulo Gallina

Quem somos

Alexandra Ungern

artista visual e fundadora

Tenho um carinho especial pelos artistas e curadores que buscam um espaço de experimentação e apresentação do seu trabalho. É muito gratificante e um privilegio conviver com estes trabalhos pulsantes, cheios de energia envolvendo todo o espaço,  atingindo quem os visita.

Isabel Villalba

curadora

Sou apaixonada pela arte e pela psicanálise. A fotografia, o cinema e a literatura são fontes de inspiração constante. Acredito na “cumplicidade”entre artista e curador para construir juntos uma exposição de arte.

Desde sua concepção, o Ateliê Alê vem buscando abrir novos caminhos para inspirar talentos e despertar pessoas.

“Agradecemos a todos que de uma forma ou de outra têm nos ajudado nessa empreitada e esperamos que nossa modesta contribuição inspire mais iniciativas de fomento à cultura na cidade de São Paulo e especialmente em Santo Amaro.”

— Alexandra